terça-feira, 1 de março de 2011

Saúde bucal

O resultado da pesquisa abaixo só vem reforçar a minha preocupação com a saúde bucal das crianças. Apesar dos esforços na escola e mesmo o apoio da Secretaria de Saúde, o número de crianças com problemas dentários é enorme. Após uma roda de conversa com as crianças percebi que são poucas as que recebem orientação dos adultos e fazem a escovação após as refeições a antes de dormir. Veja o resultado da pesquisa:
O objetivo desta pesquisa foi o de avaliar o desempenho na escola de crianças de quatro anos de idade portadoras de cárie severa. Foram examinadas 101 pré-escolares pertencentes a 4 escolas municipais da cidade do Recife, estado de Pernambuco, Brasil, no ano de 2002. Os exames clínicos foram realizados por 3 pesquisadoras (Kappa inter-examinador = 0,89 e intra-examinador = 0,91), com o objetivo de selecionar crianças livres de cárie (grupo A) e portadoras de cárie severa (grupo B), compondo a amostra final de 41 crianças selecionadas A avaliação do desempenho das crianças na escola foi obtida por meio da aplicação de um questionário com as professoras. Verificou-se que o grupo dos alunos livres de cárie apresentou-se, em geral, mais atento às explicações das professoras em sala de aula e com menor dificuldade na realização das tarefas escolares, bem como não apresentaram faltas à escola por motivos relacionados aos dentes, o que não ocorreu com os alunos do grupo B. Quanto à participação oral em sala de aula e a pronúncia das palavras, não se observaram diferenças significativas entre os dois grupos, de acordo com as informações fornecidas pelas professoras. No grupo A, não foi relatado apelido constrangedor relacionado aos dentes, fato que foi verificado em 11% das crianças do grupo B. As professoras consideraram que 22% das crianças portadoras de cárie severa apresentavam prejuízos em suas atividades escolares devido às condições de sua saúde bucal. Concluiu-se que o desempenho das crianças portadoras de cárie severa na escola pode ser prejudicado por sua saúde bucal. Outras pesquisas devem ser desenvolvidas para melhor avaliar o impacto da cárie severa no desempenho da criança na escola.


Olha só como estão os dentinhos desta criança de cinco anos:



Como providência imediata, iremos solicitar a presença dos profissonais de saúde do bairro para orientação de alunos e familiares e montar o ESCOVÓDROMO.


Registro da visita dos profissionais de saúde bucal em 2010:

Link para a pesquisa acima citada: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/viewArticle/2164

Nenhum comentário:

Postar um comentário